Dia 18 – Um poema

Amor é síntese

Por favor não me analise,

Não fique procurando cada ponto fraco meu,

Se ninguém resiste a uma análise profunda,

Quanto mais eu

Ciumento, exigente, inseguro, carente,

Todo cheio de marcas que a vida deixou.

Vejo em cada grito de exigência

Um pedido de carência, um pedido de amor.

Amor é síntese,

É uma integração de dados,

Não há que tirar nem pôr.

Não me corte em fatias,

Ninguém consegue abraçar um pedaço,

Me envolva todo em seus braços

E eu serei perfeito, amor.

Mário Quintana


Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s